+diversão

Casos de obesidade infantil aumentaram na pandemia

A pandemia causada pelo novo coronavírus não trouxe problemas apenas para os adultos, as crianças também sofreram com as consequências que o período de medidas de isolamento causou. A principal delas foi o aumento do número dos pequenos que estão acima do peso ideal para a idade. 

De acordo com os dados divulgados pelo Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN), 16,33% das crianças brasileiras com idades entre 5 e 10 anos estão com sobrepeso; 9,33% estão com obesidade; e 5,22% estão com obesidade grave. 

“Ganhar peso, apesar da gente complicar muito, é uma conta fácil. É  o que a gente aumenta de ganho energético versus o que a gente gasta de energia. Quando a conta não bate, quando o que a gente come é muito mais do que o que a gente gasta de energia, isso vai ter que ir para algum canto”, explicou o endocrinologista Thiago Arruda, em entrevista ao programa Cotidiano, da TV Jornal Interior. 

Ainda segundo ele, “as crianças estão cada vez mais em casa e estão comendo cada vez mais, por ansiedade mesmo, e muitas saíram das suas atividades físicas, de ir para a escola, de praticar esporte, de brincar”. Tudo isso contribui para o ganho de peso. 

Mas o que os pais podem fazer para evitar isso? O operador de máquinas de parque de diversões, Rafael Silva, é pai de uma criança e passou por essa situação durante a pandemia. 

“Quando eu estava em casa, nessa pandemia, parado, eu percebi que meu filho estava ganhando muito peso. Eu tive que adaptar minha rotina, porque a criança só em casa não dá certo. Eu comecei a sair com ela, para um parque, me divertir, distrair a mente da criança”, disse ele. 

“O ideal é a gente acostumar a criança de pequena a comer alimentos mais saudáveis, a comer bem”, destacou Arruda. Isso, no entanto, não significa restringir completamente a alimentação. 

“Não é proibido lanchar. A criança deve lanchar, deve comer uma quantidade boa, está em fase de crescimento. O problema é as escolhas dessas comidas”, alerta ele, informando que os pais devem evitar oferecer alimentos enlatados, ultraprocessados e com conservantes em excesso. 

Confira a matéria completa:

Instagram do Boquinha

Confira o dia a dia do Boneco mais querido do Interior de Pernambuco, curta nossa página no instagram e se divirta com as brincadeiras do Boquinha.

https://produtos.interior.ne10.uol.com.br/meu-mundinho-na-tv/wp-content/uploads/2020/08/termos.pdf